domingo, 1 de dezembro de 2013

Você quer ver Deus?


"Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus." Mateus 5:8

Quando vamos receber uma visita em casa temos a preocupação de limpar e organizar tudo para a chegada da pessoa, não é verdade? Com Deus nosso comportamento não deve ser diferente, se queremos a sua Presença em nós devemos parar um pouquinho com a nossa insensibilidade, olhar para nosso coração e ver em que estado ele se encontra, a sinceridade nessa hora faz toda diferença, e então em oração devemos iniciar a nossa faxina removendo até aqueles insetos incômodos como aranhas e traças que se escondem nos cantinhos, devo te dizer que eles representam os sentimentos ruins que acompanham a sujeira do pecado, por favor não os deixe passar, devemos lavar o chão com nossas lágrimas e remover o pó acumulado com nosso arrependimento, se for necessário devemos até arrastar os móveis com a força da renúncia do nosso eu, se a coragem for grande aproveite também para jogar fora os desejos e sonhos da sua carne, eles tendem a ocupar e consumir demais da gente.

Fazer uma faxina nos deixa sujos, isso qualquer um sabe, quanto mais nos esforçamos mais transpiramos e naturalmente a poeira gruda na nossa pele e é muito ruim, o desodorante vencido, a pele colando, o cabelo grosso e as mãos ásperas pelo excesso da poeira não é um resultado legal, por isso depois que tudo estiver limpo e organizado não devemos esquecer de tomar um banho com a Palavra de Deus para remover as poeiras de nossas certezas e convicções, como a poeira faz com a nossa pele e cabelo, certezas e convicções tendem a nos deixar grossos e ásperos, e os excessos tendem a nos fazer cheirar mal, depois do banho devemos trocar nossas roupas atuais de orgulho e vaidade pelos vestidos longos da graça de Deus, é verdade que esses vestidos não estão na moda, mais te garanto que não tem nada melhor para te deixar leve e confortável.

Depois que fizermos tudo isso, com tudo limpo, organizado, lavado e trocado aí sim poderemos ver a Deus, Ele com educação e com um sorriso imenso no rosto baterá a porta do nosso coração e esperará que abramos a porta, entenda que Ele espera mais por isso do que talvez você e eu juntos esperamos, com o nosso consentimento Ele vai querer ir em todos os lugares do nosso ser e conversará conosco sobre tudo, Ele falará bastante mais também ouvirá tudo o que quisermos dizer, Deus ama uma boa conversa! E então quando você se der conta a presença D'Ele já terá preenchido toda casa, muitos tem esquecido que Deus é Santo e por ser Santo Ele só pode se fazer presente nos locais que foram lavados e purificados com o Sangue do seu Filho Amado Jesus, então, você quer ver a Deus hoje? Comece a sua faxina.

domingo, 17 de novembro de 2013

"Ao seu lado"



Ao seu lado quero ficar, sem protelação, quero todos os anos, meses, semanas, dias, horas, minutos, segundos, será que estou sendo possessiva?

Ao seu lado quero ficar, em todos os momentos, bons ou ruins, quero segurar sempre suas mãos, com firmeza e suavidade, será que quero demais?

Ao seu lado quero ficar, quero ver seus cabelos ficarem grisalhos, quero ver sua pele enrugar, seu corpo se deteriorará,
mas, esse brilho que tem seus olhos,  sei que serão sempre os mesmos e eu quero vê-los sempre,
o que devo fazer?

Ao seu lado quero ficar, desejo isso com tanta intensidade
que sinto saudade dos momentos que ainda não vivemos,
sorrisos, resmungos, brigas, mordidas, beijos,
seja o que for, sinto tanta falta e quero estar lá,
será que estou enlouquecendo?

Ao seu lado quero ficar, é difícil entender isto?
Será que o que sinto será compreendido?
Será que é estranho essa vontade que me consome?
Não tenho respostas, o tempo está passando e em meu peito,
junto com as batidas do meu coração, essas palavras seguem
dançando alegres e indiferentes, alheias a tudo o que acontece a sua volta,

Ao seu lado, me deixe ficar...

Sobre meus lençóis e travesseiros...


Eu queria ser escritora, e escritora eu tento ser, porém não é tão simples assim, um aspirante a escritor galga degraus como qualquer outro no caminho do aprendizado e sei que devo começar humildemente escrevendo sobre as coisas próximas a mim, até hoje tenho escrito sobre minha cama, sobre meus lençóis e travesseiros, sobre cobertas e edredons, mais já tenho olhado para as quatro paredes do meu quarto e estou ensaiando frases sobre ele, mais não quero só isso, quero contar e descrever cada cômodo de minha casa e então depois escrever sobre minha casa por inteiro, depois de minha casa quero poder contar do meu quintal, e depois da minha rua, do meu bairro, da minha cidade, sobre outras cidades e enfim quero escrever sobre meu país.  Mais minha ambição não termina aí, quero contar sobre todos os países e ser capaz de escrever a nível mundial, mais tenho em mim esse sentimento de que o mundo não será suficiente então já me imagino transcendendo o mundo e escrevendo sobre a galáxias e sobre o infinito até onde minha mente conseguir compreender, eu quero me perder escrevendo.

Estou tentando e até então só tenho viajado nas asas de escritores que já saíram de suas casas a tempos e me instigam a me mover, eles gesticulam pra mim dizendo: Ande, saia daí, você também consegue! E eu suspiro filosofando sobre o abismo profundo que existe entre o querer e o ser, eu não consigo atravessar. Eu queria contar histórias fantásticas, prender a atenção, influenciar pensamentos e sentimentos, queria escrever versos doces e do amor falar, quero descrever a dor, a tristeza a ponto de fazer a quem me ler chorar comigo, queria poder descrever qualquer coisa e situação e de mãos dadas com as palavras poder viajar, para qualquer tempo, qualquer mundo, qualquer lugar, eu queria ser capaz de mostrar ao mundo como é o mundo que eu vejo, como o percebo, como meus sentimentos o filtram, eu quero domar as palavras e usá-las com maestria, mas, apesar de tanto querer e insistência, apesar de escrever e escrever e escrever, quando me sinto livre e penso que consegui me releio, e, me vejo cheia de cutão, estou no mesmo lugar sob os meus lençóis, imóvel, deitada entre os meus travesseiros.

sábado, 9 de novembro de 2013

No tempo...




O tempo não cura nada, porém, ele traz consigo todas as respostas. Nascemos,  dividimo-nos, crescemos, regeneramos, perdemos, cicatrizamos, estagnamos, morremos e nesse ciclo constante da vida, no corpo, na alma e no espírito estamos sempre mudando e tomando forma, ocorre no universo, no mundo e comigo. Nesse texto quero falar de quando somos feridos e esperamos que o tempo naturalmente cure a ferida, porém, hoje cheguei ao entendimento que as feridas por si só se cicatrização com o passar do tempo, assim como as células precisam apenas do tempo e nutrientes para se regenerar e se fazerem novas tendo muito e todo trabalho ocorre o mesmo conosco, o trabalho de renovo é todo nosso e o tempo contribui passando para nós prosseguirmos no nosso crescimento. Tenho visto muitas pessoas esperando o tempo resolver suas questões, pessoas aprisionadas as mesmas coisas e eu também já fui assim e esperei e as vezes hoje repito isso, e esse é um triste e caro engano pois nessa situação em especial esperar não traz e nunca trará uma solução, porque na verdade concluir uma página de nossa vida e decidir virá-la cabe apenas a você e a mim.


Respostas estão fluindo enquanto o tempo corre, elas brotam em cada ferida desinfetada e em cada novo curativo me movo e sigo em frente, passo a passo, em cada minuto, estou andando e desejo muito ser diferente do que fui ontem, estou pisando com segurança no caminho a mim destinado sem medo, algumas vezes não plenamente feliz mais a caminho da minha própria felicidade, hoje vivo o tempo de encerrar o meu luto, o luto por perdas dolorosas que consumiram bastante de mim. Eu chorei tudo o que tinha pra chorar, odiei, lamentei e esbravejei, briguei comigo e com os outros, eu também já voltei atrás e perdoei até o que não precisava ser perdoado e tenho esperado o perdão do mal que fiz aos outros e hoje é o dia de deixar o que morreu e acabou descansar em paz. Vivo o momento de desfazer das roupas, dos pertences, das lembranças, de colocar tudo em uma ou várias malas e doar a quem precise, chegou a minha hora de desocupar os espaços ocupados pelo passado para ocupá-los com as novidades do presente e a esperança no que quero construir para o meu futuro, é o tempo de esquecer, a vida seguiu e estou vendo que muitos estão vivendo, muitos menos eu que insisto em ficar esperando que toda dor se cicatrize com o tempo enquanto leio e releio a mesma página da minha vida que não tem mais espaço para novas frases e resignadamente encontrou seu o ponto final.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O orgulho...





O amigo doa o que doer sempre vai te dizer a verdade e como tem gente perdendo amizades verdadeiras porque não a aceitam ouvir. Saiba que o orgulho apesar de ter as pernas compridas e te mostrar tudo por cima só te leva pros piores e mais fundos buracos e te larga lá, sozinho.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Brigue comigo...


Eu te decepcionei e agora não sei como consertar, já te pedi perdão, chorei e sei que não foi o suficiente, o que aconteceu foi difícil pra nós dois e sei que foi muito mais  pra você e não tenho o que dizer, o que posso te contar e que fiz a única coisa que consegui, entrei no meu quarto, fechei a porta e chorei, chorei por dias e não tinha coragem te de olhar, porque te olhar me lembrava de toda dor que você muito mais do que eu estava sentindo.
Confesso que não sei o que fazer, te pedi perdão e desculpa de todo meu coração e vejo que isso não foi suficiente para apagar de sua memória minha covardia, quando nos encontramos, sorrimos um pro outro, trocamos beijos e abraços, rimos até, mas, quando olho no seus olhos eles estão embaçados, eu não estou lá, você me matou no seu coração e isso dói mais do que qualquer agressão.
Por favor, grite comigo, me xingue, diga na minha cara que fui covarde, que quando você mais precisou de mim eu te deixei, diga o que você não entende, se quiser pode até me sacudir, mas, por favor, não faça assim, não me exclua e ignore sem o direito de defesa, eu realmente reconheço o meu erro e me arrependo e te pedirei perdão todas as vezes que forem necessárias, mas, por favor, não me mate no seu coração.
Não existe visão mais feia do que a de uma pessoa que morreu pra você, não existe pior solidão do que a de um abraço e beijo fingindo, não existe coisa mais triste do que se arrepender e pedir perdão e não ser perdoado, não existe nada mais decadente do que ser julgado e sentenciado, sem nem ao menos ter o direito de defesa, então, por favor, brigue comigo, mas, não me vire as costas sem me perdoar.
O copo depois que se quebra não volta mais a ser o que era antes caso você tente consertá-lo, mas, continua sendo um copo, uma fotografia rasgada pode até ser colada de novo, ficará com marcas porém continuará sendo foto, um coração partido também muda depois que se quebra, mas, continua sendo um coração, cicatrizes e marcas ficam, mas, a essência não muda, então, limpe seu coração e aceite minha sinceridade.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Para onde poderia fugir da Tua Presença?


Senhor, tu me sondas e me conheces.
Sabes quando me sento e quando me levanto;
de longe percebes os meus pensamentos.
Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso;
todos os meus caminhos te são bem conhecidos.
Antes mesmo que a palavra me chegue à língua,
tu já a conheces inteiramente, Senhor.
Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim.
Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance,
é tão elevado que não o posso atingir.
Para onde poderia eu escapar do teu Espírito?
Para onde poderia fugir da tua presença?
Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura, também lá estás.
Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar,
mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá.
Mesmo que eu dissesse que as trevas me encobrirão,
e que a luz se tornará noite ao meu redor,
verei que nem as trevas são escuras para ti.
A noite brilhará como o dia, pois para ti as trevas são luz.
Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe.
Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável.
Tuas obras são maravilhosas! Disso tenho plena certeza.
Meus ossos não estavam escondidos de ti quando em secreto
fui formado e entretecido como nas profundezas da terra.
Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados
para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir.
Como são preciosos para mim os teus pensamentos, ó Deus!
Como é grande a soma deles!
Se eu os contasse seriam mais do que os grãos de areia.
Se terminasse de contá-los, eu ainda estaria contigo.

Rei Davi
Salmos 139

terça-feira, 8 de outubro de 2013

A Miséria e eu...


Eu não sei o que é passar fome, não sei o que é depender da caridade de alguém, eu conheço a pobreza e a uns dias atrás tive uma ideia do que é a miséria e ela não é bonita, ela é magra, com lábios cheio de feridas, com cabelos para o alto sem pentear e sem banho a dias, ela me pediu algo para comer e ainda tirou 0,50 centavos e disse: Estou com fome, você pode comprar um lanche para mim? Aqui para ajudar (R$ 0,50)! Eu só vou almoçar amanhã, é quando a igreja vem! Eu fiquei sem reação porque na hora doeu em mim, meu coração se constrangeu porque eu sou a igreja e me dei conta de que não sei de nada.

Comprei um lanche para ela e ela sorriu, agradeceu e do mesmo jeito que chegou foi embora arrastando um cobertor sujo, seu corpo magro quase desnudo segurando o lanche na mão como se tivesse ganho um prêmio, ela sorria e eu chorava, fiquei envergonhada porque me dei conta que por muito tempo tenho ignorado, finjo não ver, nunca pensei no que é ter as ruas como casa, no que é não ter o que comer, não ter esperança, não ter nada ou ter apenas a miséria no corpo, na alma e no espírito, eu chorei e senti como nunca antes tinha sentindo, eu fui socada pelas duras e ásperas mãos da realidade.

Eu sei que são muitos os fatores e decisões que contribuem para esse tipo de vida, sei que na maioria das vezes, mesmo sendo ajudadas algumas pessoas não querem ser livres e preferem continuar assim na miséria, mais o triste disso foi vislumbrar minha indiferença, nunca me importei ou me comovi com isso, foi tão dolorido me dar conta que eu chorei pelo resto do dia por minha falta de amor, eu sou a Igreja de Deus e não pratico a sua maior lei, o amor, dar sem esperar nada em troca, fazer o bem sem julgamentos, amparar o que precisa, não negar se tenho o bem em minhas mãos, sentir e olhar com os olhos de Deus, amar com o amor D'Ele e pela primeira vez em muito tempo eu quis ser e fazer diferente.

Por mim mesma sei o quanto seria difícil essa mudança, com vergonha e timidamente, sem vontade de fazer firulas com palavras difíceis e complicadas, apenas gemi essas breves palavras em oração esperando e confiando que Deus não me deixará desamparada na minha escassez e miséria do Amor Dele: "Deus, hoje te peço por mais do teu Amor para meu coração, O agradeço pelos trocados na minha carteira, peço perdão por sempre ignorar e fingir não ver e imploro: por favor Deus, me desperta porque eu sou a tua igreja". 

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Ser fiel...





"Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei..." 
Mateus 25:23 [Parte]

A parte desse versículo está pautada na parábola dos talentos contada por Jesus, ele para ensinar ao povo e aos seus discípulos usava pequenas histórias com incríveis significados por trás, alguns acreditam que Jesus ao contar essa parábola estava se referido aos escribas que não usavam do ensino da palavra de Deus apropriadamente e que iriam prestar contas a Deus, outros que Jesus queria advertir e preparar os seus discípulos a dedicarem suas vidas ao reino de Deus mesmo depois que ele partisse, na história um homem ao decidir viajar e passar um tempo longe de seu país chama seus servos e lhe confia seus bens, divididos no caso em oito talentos [http://pt.wikipedia.org/wiki/Talento_(moeda)], a um ele deu cinco, a outro ele deu dois e a outro ele confiou um, eu tenho uma ideia particular e entendo que essa parábola não foi contada para explicar trabalho, dedicação, recompensa e castigo, mais sim para ressaltar a confiança, esperança, gratidão, honra e fé, aqueles homens eram servos e servos eram escravos, sem salário, carteira assinada, 13º e férias, eles viviam toda a sua vida dedicada ao seu senhor, homens sem status, nome, bens, talvez filhos de servos e vendo sua linhagem continuando como servos, o senhor da parábola era bem sucedido e confiou a eles quase 485 kilos de ouro (pelos dados da wikipédia), 01 grama de ouro hoje está valendo R$ 105,60 multiplicados por 485.000 é igual a R$ 512.160,00, hoje esse valor é considerável, imagina naquela época? Uma fortuna na mãos de desafortunados, uma riqueza que talvez eles nunca teriam em toda uma vida de trabalho.
Lendo o texto eu conjecturo que aquele senhor acreditou naqueles homens e dois deles compreenderam e se sentiram gratos, eles se dedicaram e se empenharam a fazer além do que lhes foi pedido por puro amor e gratidão, o seu senhor talvez ao sair em viagem não marcou uma data de retorno, no texto ele apenas foi embora e só retornou depois de passado algum tempo, aqueles homens poderiam ter sumido no mundo com esse tesouro, mas, eles não escolheram isso, quando tudo era favorável a talvez uma mudança de vida eles com o coração grato pela confiança de seu mestre esperaram trabalhando o dia de seu retorno, e aquele senhor da mesma maneira manteve a fé em seus serviçais. Ele os conhecia muito bem e dividiu de acordo com a capacidade de cada um, ele acreditou na integridade deles e não fez exigências e por isso, ao retornar e ver sua fortuna dobrada o seu coração se alegrou, e ele decidiu também recompensá-los com o melhor que ele tinha, então os convidou a partilhar de seu próprio regozijo, aquele senhor os honrou dando a si mesmo para eles, acho que isso soa uma pouco estranho devido a nossa cultura desregrada hoje, mas, historicamente, um senhor rico honrando a um servo partilhando de seu vinho e mesa, dando-lhes um banquete era a maior das honras, porque isso representava o reconhecimento e o mérito da integridade e valor de um homem, no passado não era o que um homem possuía que o tornava bom, mas, o que ele fazia que o tornava louvável ou não, nenhum dos lados pediu nada e ambos abençoaram uns aos outros com amor, gratidão e honra. Ao servo que temeu e enterrou o talento, ele não viu outra alternativa senão castigá-lo, pois, aquele servo apesar de conhecer muito bem a rigidez de seu senhor foi incapaz de aceitar com alegria e gratidão a confiança e fé nele depositado, ele se conhecia e conhecia seu senhor e não acreditava  e entendia nenhum dos dois, por isso foi castigado por sua covardia.
Essa parábola é muito conhecida e difundida, já ouvi muitas explicações e aplicações para minha vida sobre ela, porém, esses dias ouvi algo novo para mim, ouvi esses talentos sendo comparados não a dons ou bens mais sim, a itens corriqueiros da vida, como por exemplo sorrisos, amigos, família, tempo, amor e outras coisas tão necessárias a nós, vamos dizer assim de maneira mais clara, imagine Deus te confiando a uma vida escassa de sorrisos e regada de amargura e lágrimas, você se manteria fiel a Ele nessa pouca alegria? Ou a uma família problemática e encrenqueira, você correria e insistiria em transformá-la em benção ou na primeira oportunidade a esconderia em algum buraco? Ou se fosse uma vida limitada de amizades verdadeiras, você ainda assim se sentiria grato e decidiria ser um bom amigo mesmo rodeado de falsidade? Ou se sua vida fosse de muito trabalho e o seu tempo fosse escasso, você se preocuparia a separar diariamente um pouco do seu pouco tempo para Deus? E se você se tornasse endurecido por tantas feridas no coração e tivesse dificuldades de viver e experienciar o amor verdadeiro em toda a sua totalidade, será que mesmo assim você escolheria cultivar o amor no seu coração?
Na parábola o senhor diz: "Muito bem, servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei...", para os servos o que lhes foi confiado era muito, para o senhor o que ele confiou era pouco, a percepção de  valores era diferente entre eles, e não é assim também conosco? O que desejo em meu coração é muita coisa mais para Deus não é nada, seja riqueza, saúde, amor, felicidade, paz tudo isso foi criado por suas mãos e Ele dá sem jogar no nosso rosto, o que nós seres humanos mais precisamos e desejamos flui de Deus como um rio e é de graça, isso que muitos não entendem, acham que Deus dá conforme você trabalha e se abstém para Ele e na realidade o que Deus quer conosco transcende a crueldade da carne humana, Deus dá sem pedir nada em troca e Ele se alegra quando entendemos a confiança e credibilidade que Ele deposita em nós e se contenta com nosso amor e gratidão,  Ele dá de graça e espera receber de graça. Hoje o que é importante já não importa mais, e o que não importa é o que as pessoas mais correm atrás para ter, afirmo que uma vida triste ainda é uma vida, uma família problemática ainda é uma família, amigos falsos não contagiam com a sua falsidade, sempre temos um tempo e o amor apenas flui onde lhe é permitido, o que para mim é muito para outro é pouco e assim vice e versa, mas, o valor de algumas coisas são inegáveis e imutáveis.
A vida não é fácil para ninguém, cada um recebeu algum talento em pesos de acordo com a capacidade de seus braços, para alguns é mais leve, para outros é muito pesado, são situações que recebemos e vivemos sem escolha e que nos forçam todos os dias a fazer escolhas, qual é escolha que eu ou você tem feito? Me vi meditando nisso e me perguntando: Será que olhamos com gratidão tudo que recebemos d'Ele e estamos empenhados a transformar o pouco em uma riqueza dobrada? Ou será que reclamamos, desprezamos, tememos,  nos acovardamos e ocultamos o que nos foi confiado? Nas minhas batalhas tenho sido confrontada pelo peso de minha vida, as vezes acho que o que tenho em minhas mãos é pouco ou até quase nada, outras vezes acho que é muito e até exagerado, e discorrendo sobre o muito e o pouco eu perco tempo resmungando e reclamando enquanto cavo buracos e enterro o que me foi confiado e passeando por esse texto e recebendo essa revelação dentro da palavra de Deus escolho ser fiel, independente de minha percepção de valores,  ser fiel sobre o muito ou o pouco de minha vida reconhecendo o verdadeiro valor de tudo o que me foi confiado por Deus, mais uma vez estou tendo a oportunidade de aprender a ser grata, amar e honrar ao meu Deus investindo e aplicando no reino d'Ele e tenho visto a multiplicação do talento confiado a mim, eu não mereço e recebi, de novo estou sendo agarrada pela Graça de Deus e estou aprendendo a valorizar isso.
Um dia precisarei prestar contas de tudo, e você? O que tem escolhido? Não reclame ou murmure de sua vida, não a enterre e nem a desperdice, independente de como seja sua vida escolha ser fiel no seu pouco ou muito, o que Deus te deu é precioso e nenhuma fortuna do mundo pode comprar, Deus quer nos honrar não com bens materiais ou elogios vazios que são esquecidos 5 minutos depois de terem sido ditos, Deus nos dá a si mesmo e Ele quer nos honrar não com o que acreditamos que somos mais com o que Ele vê quando olha para nós, como aquele senhor desapegado de suas riquezas confiou seus bens a humildes servos e como aqueles simples homens que receberam aquela responsabilidade sem queixas mais desapegados de sua real condição foram gratos e obedientes e se empenharam a multiplicar talento por talento, Deus deseja se alegrar conosco dando tudo de si e recebendo tudo de nós porque o dobro é o melhor para ambos.

Pense nisso!


domingo, 21 de julho de 2013

"Os sinais"




Tudo tem o seu tempo e na maioria das vezes os acontecimentos são provocados pelo atropelo de nossa ansiedade e no final ficamos perdidos sem entender o porquê de nossas dores. Aprenda a esperar o tempo certo e não seja um precipitado, esteja sempre atento aos sinais a sua volta, aquele livro, aquela música, aquele encontro, aquele conselho, aquela pregação, eles virão e estão sempre por aí para nos indicar o caminho a seguir, não vamos ser tão insensíveis e desatentos aos acontecimentos, crescer é necessário, amadurecer é imprescindível, se tornar uma pessoa melhor é obrigação.

Pessoas se afastaram? Não fique triste, talvez chegou o seu tempo de se conhecer melhor e de fazer as pazes consigo. Um sentimento acabou? Está vivendo a dor da separação? Chore tudo o que tiver de chorar para limpar seu coração, viva os dias de sua perda consciente de que eles também encontrarão o seu fim, às vezes essas coisas são necessárias e elas quando acontecem preparam nosso coração, assim como o adubo é bom para as plantas, as dores que vivemos também tem o seu valor e são como nutrientes para nos fortalecer e nos levar a gerar frutos mais saborosos. Foi ferido e magoado ou feriu e magoou alguém? Perdoe e aceite o perdão e vice versa, liberte-se do peso dos erros dos outros e dos seus também.

Até a nossa morte erraremos e teremos todas as oportunidades para aprender, se corrigir, se arrepender e fazer melhor, não seja tragado pela ansiedade, não estacione e também não perca tempo andando em círculos, olhe os sinais a sua volta e siga em frente, seja um bom motorista conduzindo a sua vida. Diz o ditado que enquanto houver vida ainda há esperança, você está vivo, movimente-se e saiba que Deus nos criou para nos superamos todos os dias e nisso reside a Glória D'Ele.

"Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3:13-14"

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Dia 05/07/2012

Hoje, a exatamente um ano atrás me descobri doente, vi de perto os portões da morte e experimentei toda a fragilidade e limitação do meu corpo, foi um dia difícil, de desespero pra mim, de susto para minha família e de preocupação para meus amigos, mas, em tudo e em todo momento vi e senti a presença de Deus e o seu cuidado, e após essa experiência eu passei a conhecer a Deus não por suas mãos mas por sua face, hoje eu posso agradecer pelo dia ruim, dou graças a Deus por sua provisão, cuidado e livramento e O glorifico  por todos que Ele permitiu estarem comigo nessa batalha. 
Deus é o socorro bem presente no momento de maior angústia e tribulação e eu vivi isso, nos dias que fiquei internada ainda que estivesse muito triste e chorasse todos os dias nunca me senti só, eu fui o vaso sendo quebrado pelo oleiro e sabia que não deveria perguntar: O que fazes? Deus sabia e eu aceitei.  Gradualmente vi o meu templo ser tomado por Sua grandiosa presença e quero externar minha gratidão, obrigado Senhor por me ensinar, obrigado por me mostrar como depender e confiar em ti, ainda que a dor me dissesse que não, sei que foi por amor e me ensinou que és e sempre serás Deus, o meu Deus.






quinta-feira, 27 de junho de 2013

Esperança...








"Quando as coisas ficarem muito difíceis mantenha a cabeça erguida, pois não encontrarás a esperança caída no chão."

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Tentação...


"Acredite quando uma mulher te responde com um "não resisti", lembre-se que um instinto básico das mulheres é cair em tentação."



quinta-feira, 30 de maio de 2013

"O desafio do tempo"


Estava ainda pouco me lembrando de minha percepção do tempo na minha infância, me deliciei recordando que um dia era o suficiente para fazer tudo o que eu queria, uma semana era longa demais, um mês era bastante tempo, um ano era uma eternidade, imaginar como seria aos 20, 30 ou 40 era divertido, na infância eu tinha o domínio do meu mundo e tudo era possível e fácil de se conseguir, na infância eu ria projetando minha vida adulta com a certeza de que seria hiper bem sucedida, eu gargalhava com facilidade, tinha muitas esperanças e os meus olhos eram brilhantes e cheios de vida.
E hoje como adulta, analisando a minha percepção de tempo concluo que um dia não é mais o suficiente, uma semana é um prazo curto, um mês é um tempo razoável, um ano passa rápido e que eu já não tenho mais tanto tempo assim, essa é a realidade da maioria das pessoas e ao amadurecer estou vivendo a quebra da ilusão de que não tenho nenhum domínio sobre o meu mundo, a realidade é difícil, dura e contraditória, lembrando do que eu me imaginava ao 30 é engraçado e frustante, pois não consegui nem 1/3 do que eu idealizei e sinto essa incomoda urgência de que o tempo é algo de luxo que eu já não tenho mais.
Como vivi todos esses anos, o que fiz até agora e o que construí com minhas mãos são questões sem respostas, essas indagações são irritantes e deploráveis porque trazem a tona o que eu não fiz, eu desperdicei e perdi tempo, um dia tive a certeza de que mudaria o mundo e hoje sou arrastada pelo mundo e suas regras em todas as áreas da minha vida, a gargalhada que solto hoje é sarcástica e infeliz, debocho de minha tristeza e fracassos, tenho procurado pela esperança mais não sei onde se compra e meus olhos estão desbotados e sem vida.
O tempo é impaciente e ele está me desafiando, ele não espera e nem perdoa ninguém, ele acrescenta, ele tira, também te forja e molda, o tempo ri na sua cara e também chora contigo, e agora ele espera minha reação, eu confesso, agora enquanto reflito escuto os urros do tempo e ele está berrando aos quatro ventos sobre minha covardia, eu escondo minha cabeça debaixo do meu edredom e me encolho enquanto ouço os seus grunhidos, prefiro olhar as paredes e ignorá-lo do que me levantar e responder com honra ao seu desafio, e estou adoecendo por isso, é frustante ter as armas nas mãos e não saber usá-las, é deprimente sentir medo do que não posso controlar e enquanto fico hesitando o tempo está ganhando.
Tenho tantos exemplos sobre ignorar o desafio do tempo, exemplos ruins e tristes de pessoas que tamparam seus ouvidos aos gritos dele e tiveram suas vidas dispersadas como um sopro, refletir sobre o tempo passado, olhar com sinceridade o meu tempo presente e temer o tempo futuro tem me consumido e me instigado a fazer diferente, olhar a minha volta e ver tantas pessoas com olhos desbotados e sem vida como os meus tem me alfinetado e está me forçado a levantar dessa cama e mostrar ao Tempo a que vim, admito que eu sou covarde mais não resisto a um desafio, o meu sangue está fervendo, o  tempo é o mesmo para todos, com o passar dele a minha percepção tem mudado e tenho me conscientizado de que a decisão é atitude pertence somente a mim, sinto que agora é a hora de agir e lutar com tudo que tenho, então, sem mais blábláblá informo minha decisão e concluo meu pensamento: Senhor Tempo, não hesitarei mais e aceito o seu desafio, vamos lutar! 

sábado, 11 de maio de 2013

Honra a quem tem honra!


Quando meus pés eram pequenos eram sobre os seus que ficavam, e hoje que já estou crescida é seguindo os teus passos que eles avançam.

Dia das Mães feliz!!


Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa.
 Efésios 6:2


quarta-feira, 8 de maio de 2013

Confusão...





"Ultimamente as pessoas estão confundindo as coisas, e as coisas não satisfeitas, estão confundindo as pessoas."



terça-feira, 7 de maio de 2013

Faz de conta...



Quando era criança brincar de faz de conta era sempre a melhor brincadeira. Naquela hora, eu e meus amigos éramos tudo o que quiséssemos ser, desde de reis e rainhas, guerreiros de collant colorido batendo em monstros esquisitos, ninjas e samurais, os melhores atiradores, os melhores jogadores, os melhores motoristas e espadachins. Numa dessa, brincando de faz de conta ser índio, vi meu primo acertar uma flecha de palito de churrasco no meio da testa de sua irmã, e a flecha ficar lá, fixa, com o sangue escorrendo pelo rosto minha prima que chorava e gritava, enquanto nós, em pânico não sabíamos se acudíamos a vítima, elogiávamos o primo por haver acertado no meio, bem certinho, ou ríamos do trágico ocorrido.

Hoje somos todos adultos, mas a brincadeira de faz de conta continua sendo muito popular entre nós. Vivemos nossas vidas fazendo de conta que somos responsáveis, que pagamos todas as contas, que somos amigos, que sentimos falta, que amamos, que somos felizes, que fizemos as melhores escolhas no emprego, nos relacionamentos e estudos. Fazemos de conta que não nos arrependemos, e é incrível como acreditamos e reforçamos o nosso faz de conta. Se a gente não acreditar, quem vai? O legal é quando encontramos um com os outros, nos abraçamos, beijamos, puxamos o melhor sorriso, afirmamos que está tudo bem, que a vida está ótima, que é bom o reencontro e o concluímos sempre com um "vamos marcar algo?" O algo que não queremos marcar, mas fazemos de conta que queremos nos ver de novo.

Algumas vezes me notei no exercício dessa brincadeira, fazia-a involuntariamente, aliás, desde criança praticando, como não iria tornar-me uma fera no assunto? Ao encontrar-me com amigos, parentes, conhecidos, usava sempre o mesmo faz de conta: tudo bem, tudo ótimo com os estudos, trabalhos, relacionamentos, família. Tudo legal. Sorrisos grandes e brilhantes dignos de comerciais de creme dental, abraços mornos e rápidos, tapinha nas costas, e, à despedida, o fim do faz de conta seguido pelo brotar da verdade, quando todos começamos a debulhar a nossa entediante realidade.

Noutro dia, encontrei uma pessoa que trabalhou comigo um tempo. Ela não gostava de mim e eu não me importava com ela. Eu estava num ônibus, ela prestes a entrar, eu não estava afim de brincar de faz de conta. Fechei os olhos e atuei um sono de uma trabalhadora cansada, mas, a infeliz gosta tanto da brincadeira que se aproximou e me acordou, sorrindo com gritinhos de surpresa, e eu, claro, puxei uma atuação que valia um Oscar: com o mais belo sorriso, fingi espanto ao vê-la, falei algumas mentiras e desci do ônibus me sentindo péssima. A brincadeira começou a me incomodar. Não era mais para mim.

Brincava também em meus empregos: como preciso de dinheiro, o meu faz de conta era de um profissional capaz de tudo, versátil, multifuncional, que topava qualquer parada, que tirava leite de pedra. Comecei, contudo, a notar que estava me dando mal, porque trabalhava além da função enquanto a empresa fazia de conta que eu era a melhor, prometendo-me mais caso fizesse mais. De repente, me vi trabalhando horrores, chegando cedo, saindo tarde, enquanto as promessas permaneciam no faz de conta. Aborreci-me de verdade, e hoje entendo que realmente devo trabalhar com algo que gosto e apenas pra mim. Parei de fazer de fazer de conta que sou capaz de tudo para uma empresa que faz de conta que valoriza e remunera bem seus funcionários.

Lidei com o faz de conta em alguns relacionamentos também: caras legais entravam na minha vida com beijos quentes e palavras carinhosas, então, eu que sempre fazia de conta me envolver, havia decidido que era hora de parar de brincadeira e agir com seriedade, abrir meu coração e me jogar de cabeça. Os caras, no entanto, tão acostumados com a brincadeira, continuaram com seus joguinhos de faz de conta que é sério e, no final eu me dei mal. Namorei, de verdade, caras que viviam de mentiras. Foi muito chato e fiquei um tempo cambaleando na dúvida entre viver no faz de conta que não me machucaram e a verdade da mágoa, da ferida. Foi esse o ponto inicial para o desabar do faz de conta em minha vida. Doeu demais e sofri de verdade, mas, não me fiz de coitada e tampouco implorei compaixão dos outros. Parei também de fazer de conta que sou uma vítima.

Parei de fazer de conta que me importo, parei de fazer de conta que gosto, parei de fazer de conta que não sei, que não doeu, que não percebo quem são os falsos amigos. Parei de fazer de conta e acho que talvez o meu futuro seja de isolamento, uma vez que, quando não se aceitam as regras da brincadeira, logo vem a exclusão. Ainda assim, passei a desejar a verdade nos relacionamentos, na vida, nos sentimentos, e estou começando a entender porque sempre gostei das pessoas que são sinceras. Decidi fazer minha parte e me desfaço de pesos mortos. Não é legal ser adulta e ficar perdendo tempo com brincadeiras infantis.

Kelly Casttro

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Aniversários...


Feliz aniversário pelo facebook é tão impessoal, distante e frio, pessoas que você nem conhece entram no seu mural e te desejam felicidades, amor e tal com tanta naturalidade, o que importa é que o recado foi mandado, mas, e os abraços? Onde foram parar? Aquele apertados e irritantes que te fazem gemer e que você sente que seus corpos quase viram um? Com cheiros, risadas, lágrimas, tudo misturado? E os beijos molhados? Com ou sem barba, com batom ou gloss de morango e purpurina? A cada ano que passa isso está ficando mais escasso e é mais triste fazer aniversário, não só pela idade apressada, mais também pela ausência de calor humano no dia que deveria ser especial pra você e para quem te ama.
Não é para isso os aniversários? As pessoas ao seu redor celebram o dia do seu nascimento como especial porque naquele dia você chegou no mundo? Não era pra ser assim? No dia 1º de Março foi o meu aniversário e o primeiro parabéns que recebi foi de minha mãe, como em todos os anos foi inevitável não chorar, ainda agora quando escrevo esse texto as lágrimas correm pelo meu rosto, ela segurou minhas mãos com suavidade, me olhou nos olhos e disse: Fui a primeira a ver seu rosto e é normal que seja eu a primeira a te olhar agora e te desejar toda a felicidade do mundo, estava tão ansiosa para te conhecer e quando te vi agradeci a Deus por me dar uma filha tão linda e perfeita, te amo muito filha!! Nós duas choramos e todo o dia se tornou gostoso por causa desse gesto de carinho.
E é por isso que quando as pessoas que amo fazem aniversário eu não me contento apenas em recados no facebook, ou comprar presentes, nem em mandar SMS ou ligar apenas, eu me esforço para ir onde estão e abraçar apertado, com cheiros, gloss e purpurinas e dizer com voz abafada: Estou feliz porque você nasceu, obrigado por fazer parte de minha vida, da minha história, amo você, parabéns! E é engraçado ver a reação das pessoas, elas ficam desconfortáveis e sem graça, disfarçam as lágrimas, engolem o nó na garganta e se afastam disfarçando os seus verdadeiros sentimentos, realmente, quanto mais tecnologia, mais informação, mais rapidez em se comunicar, mais distante estamos ficando um dos outros e daquilo que somos e desejamos! 
Então, quer me dar um presente no meu próximo aniversário? Não se preocupe com presentes caros, nem com dinheiro ou recados e ligações, claro que se você estiver ocupado (a) eu compreenderei e aceitarei de coração aberto toda e qualquer felicitação, também aceitarei presentes, quem não gosta de ganhar um que atire a primeira pedra, mas, apesar de ser hiper simples gostaria de pedir por algo mais, e o que quero é o mais fácil dos gestos,  se possível me dê o seu mais apertado e sufocante abraço, me dê o seu mais intenso e carinhoso beijo somados com o seu amor e amizade, isso será o suficiente para mim, prometo que retribuirei com o meu mais sincero sorriso e com todo meu respeito e afeição, algumas pessoas estão esquecendo, mas, tem coisas que dinheiro nenhum no mundo compra, amor e amizade sinceros são um feliz exemplo....



sexta-feira, 12 de abril de 2013

Olhos no Espelho - Paulo Cesar Baruk - DVD PIANO E VOZ




♪♫ Vê! teus olhos no espelho, por fora um herói
Por dentro um ladrão...

Vê! só resta em você, nos poucos amigos,

Motivos em vão...

Vil desacreditado, no mundo queimado

Por ser o que é...

Vai! tão longe do Pai, pensando e chorando

Tua falta de fé...

Sai dessa revolta, pensa e volta,

Quebra os teus grilhões;

Deus tem vida plena, vale a pena recordar e ver.

Ver no amor antigo, o abraço amigo a festa começar.

Pois arrependido mais um filho volta ao lar.♪♫

Amo essa música, ela me recorda os muitos momentos em que quis sair da Casa do Pai e andar por aí, me lembra as decepções, as lágrimas, a revolta, os grilhões, mas o melhor que ela me lembra é de como é maravilhoso o abraço quente e carinhoso do meu Pai.

Deus não nos rejeita quando nos voltamos para Ele.

segunda-feira, 25 de março de 2013

"Quase invisível..."



Eu sou a criança que não foi aceita em um grupo, sou a adolescente que nunca se enquadrou em um estilo, sou a moça que não tinha o perfil adequado para aquela vaga, sou a mulher que não tinha o que aqueles homens desejavam, sou um rosto a mais na multidão, sou uma sombra que passa despercebida, sou o perfume que deixa seu rastro pelo caminho, sou os olhos que não são vistos e que as vezes preferem não ver, minha imagem não serve para capa de revistas, os sons que emito não alcançam alguns ouvidos, não fui popular no colégio, não sou a melhor no trabalho, meu sorriso de vez em quando incomoda, sou um número em estatísticas, sou a ovelha negra da minha família.

Essa sou eu, aos pedaços ou inteira, por beiradas ou nas profundezas, esquecida, imperfeita, sem ou com muitas expectativas, aprendi a me virar e a sobreviver contando apenas com a minha companhia, venci e perdi minhas guerras em silêncio, me livrei do peso dos meus fracassos e preenchi o que me faltava apenas com a minha frágil essência, me ausento do que não me agrada e não me aborreço mais com o que não acrescenta, estou passando pelo mundo e sou quase invisível, mas, a força de minha existência está transbordando intensamente e ela preenche a todo e qualquer lugar onde sou aceita e bem vinda.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Porque perdoar é divino?


Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, ali o crucificaram com os criminosos, um à sua direita e o outro à sua esquerda.
Jesus disse: "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo".
Lucas 23:33-34

Tenho pensando muito sobre o perdão, pode-se dizer que é um sentimento, decisão, atitude ou escolha  muito estranho e que parece não pertencer a nós, e estava pensando sobre o melhor exemplo de perdão que o mundo já viu, JESUS, e confesso, toda vez que leio sobre ele fico arrepiada e meu coração se enche ainda mais de temor, Ele era Deus na forma humana e mostrava isso com sua vida, palavras e atitudes.
Pensando sobre o processo da crucificação eu me dei conta de algo que ainda não tinha prestado atenção, Jesus, em sua maior agonia estava a todo instante perdoando, ele perdoou a Judas antes que ele o traísse, quando os soldados o prendiam ele estava perdoando e até curou um dos soldados ferido por Pedro, depois quando a multidão pedia sua morte e as autoridades quicavam com ele pra cá e pra lá, ele ficou mudo e o seu silêncio era o perdão personificado, quando se cumpriu o que ele revelou a Pedro e Pedro o negou, Jesus o olhou e o perdão irradiava de seus olhos, imagine a dor de Pedro? Quando ele andava pela via crucis e era amaldiçoado, xingado, agredido e desprezado, o perdão continuava lá e na cruz, quando já chegava o fim Ele intercedeu por nós junto ao Pai e pediu o perdão para todos.
Ele é Deus e perdoar realmente não pertence a nós, quem conseguiria fazer isso? Quem já foi ferido e magoado sabe o quanto é difícil perdoar, imagine, se é difícil perdoar depois que as coisas acontecem, imagina perdoar enquanto alguém te agride ou te fere? Perdoar quando percebe o mal que alguém planeja contra você? Perdoar quando você adverte o outro e ele vai lá e faz tudo exatamente como você o advertiu a não fazer? Perdoar antes, perdoar durante e perdoar depois é muito difícil, mas, não é impossível, e meditando nisso cheguei a algumas conclusões.
O perdão é divino, não pertence aos mortais e o arrependimento é mortal, não pertence ao que é divino, o arrependimento por si só não é suficiente, porque ele não muda o que aconteceu, não altera o passado, e por isso o arrependimento é apenas uma parte de um todo, arrependimento sem perdão é peso, cativeiro, tortura, sofrimento e agonia sem fim. Já o perdão é divino, porque ao perdoar ou ser perdoado o que aconteceu muda porque você muda, o passado continua o mesmo mais o perdão altera sua maneira de ver o passado, o perdão tem o poder de quebrar as correntes, de abrir as portas, de aliviar o peso, de cicatrizar a ferida e sanar a dor. Diferente do arrependimento o perdão se sobrepõe aos fatos, ele te deixa leve e te leva adiante, porém tem um problema,  o fim não chega, como um hamster correndo na rodinha ou você correndo em uma esteira, tudo está em movimento mais nem você e nem o hamster saem do lugar, e no fim o perdão sem o arrependimento é como vírgulas excessivas em um texto que você anseia em chegar logo no ponto final e virar a página ou até mesmo trocar de livro.  Por isso afirmo que arrependimento e perdão são partes necessárias que completam um todo, todo este que termina na limitação humana e se inicia na imensidão de Deus e em seu plano de fazer todo homem livre.
Devo me arrepender, devo perdoar e também devo esperar pelo arrependimento do próximo que me feriu de algum modo e esperar pelo perdão dos outros para com minhas faltas. Hoje entendo que esse é um processo natural da vida que deve sempre ser exercitado, como um músculo de meu corpo que quero fortalecer e definir e que para tal depende de mim, de minha disponibilidade e da minha vontade. Eu perdoei, perdoo e quero continuar perdoando, todos os dias da minha vida quero viver plenamente o plano de Deus e usufruir da liberdade que Ele projetou para mim, não é fácil e talvez com o passar do tempo se torne ainda mais difícil ou pode ser que não, se eu continuar com Deus e Ele comigo eu sei que no final tudo dará certo. 

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Enganoso Coração...



O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo? Jeremias 17:9


sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Mudanças bem vindas...



Eu queria dizer tanta coisa, chego a encher meus pulmões de ar para despejar o excesso de palavras que tenho no meu coração, mas, no mesmo pique que desejo falar eu desisto, não há quem queira ouvir e os que podem ouvir não se importam ou não entendem, e é nessas horas que vejo como sou só, é dificil se fazer entender, é dificil contar com a sensibilidade alheia, é complicado querer dividir o que é valioso pra mim e sem nenhum valor aos olhos dos outros.

Eu queria contar sobre minhas mudanças, meu crescimento, sobre como dormi ontem e de como acordei diferente hoje, queria contar dos milagres e transformações que estão acontecendo no meu interior, mas, quem se importa? Será que as mudanças que aconteceram em mim estão perceptiveis? Será que o meu crescimento é vísivel? Eu sou uma pessoa melhor hoje, será que alguém sentiu?

Bom, me limitarei a escrever e para me fazer entender, vou comparar o meu crescimento ao de uma árvore, ela cresce todos os dias e não notamos, mas, então, em algum momento olhamos para ela e ficamos impressionados em como ela está mais alta, com o tronco mais largo, em como suas galhadas se expadiram, nós a admiramos quando saem as flores, agradeçemos quando podemos descansar em sua sombra  e sabemos sem que ninguém precise afirmar que para tal crescimento e beleza não somente o tempo, mas, também a árvore fez a sua parte.

Ainda que eu não me faça entender preciso expressar o quanto estou agradecida pela oportunidade de ser melhor todos os dias, de crescer, de ampliar, de extender, de aprofundar, as mudanças são tão doloridas e tão incríveis, Deus é perfeito em tudo que faz e quando permitimos Ele faz o impossível em nós, Ele pega o nosso nada e transforma em tudo, o mal se transforma em bem, Ele retira o fardo pesado de nossas costas e nos ergue com seu braço forte.

É maravilhoso ver o que me machucava não machucar mais, ver a ferida curada, ter a fome saciada, ter a sede extinta, sentir um abraço quente e aconchegante, admirar um sorriso, chorar de alegria, confiar n'Ele na tristeza, adorar a Deus junto com sua magnífica criação, ver Deus presente em cada detalhe, é impossível não admirar e glorificar a Deus por sua especificidade, Ele faz tudo certinho, no meu tamanho, no meu gosto, e até quando não o é, sinto-me satisfeita.

Eu sou só, mas, não me sinto só, esse foi um dos maiores milagres que Deus operou em mim, ainda que seja incapaz de me expressar e de tantas outras coisas aprendi a reconhecer Deus em todos os meus caminhos e nesses momentos aprendi que devo entregar o que tenho de melhor em mim e então, eu libero o meu mais sincero sorriso e como uma árvore agradecida, O reverencio quando o vento passa ...

"Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está.

Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto".

Jeremias 17:7-8


quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

O 2012 ...


♪ ♫ Jesus pode escrever a sua história de novo
Olha o que Ele fez comigo
A chance de dar tudo errado era tudo o que eu tinha em mim
Mas olha o que Ele fez comigo...♪ ♫

E eu estava sozinha no quarto do meu irmão enquanto essa música tocava no fundo, estava chorando, um choro oco, vazio, doído e sem esperanças, eu tinha perdido tudo, quer dizer, eu já vinha perdendo muitas coisas conforme os anos se passaram e naquele dia tinha perdido o final de minhas reservas de sonhos, esperança, confiança, forças, investi tudo o que me restava, acreditei e vi tudo se desfazer, sumir, quebrar, evaporar em segundos e fiz a única coisa que me restava, eu chorei.

♪ ♫...No olhar eu carregava um pouco de morte
E a minha festa estava tão vazia de sorriso
E quando eu pensei que o rio ia secar
Olha o que Ele fez comigo...♪ ♫

Os sentimentos eram desagradáveis, nunca tinha me sentindo tão miserável, nem no dia em que me descobri doente e fiquei vulnerável por 08 dias na cama do hospital, nem quando sai do meu antigo emprego com uma mão na frente e outra atrás ou quando fui traída por minha melhor amiga, ou quando descobri que meu pai, na realidade era meu padrasto, todas essas vezes eu me senti mal, triste, mas, naquele dia, eu senti a tristeza penetrar minhas entranhas como uma lâmina afiada, era tão amargo que desejei a morte, então, eu não questionei a Deus, eu afirmei entre soluços: É o meu fim, acabou pra mim!!

♪ ♫...E vai fazer assim com a sua família hoje, um dia já cansado eu disse:
"Pai não quero ser mais prisioneiro da maldade"
E Ele me chamou de filho...♪ ♫

Eu sempre afirmo que é no pior dia que a pessoa descobre quem ela realmente é, e naquele dia eu me conheci, no meio de tanta angústia e tristeza, com tantos cacos espalhados eu clamei a Deus e pude ouvir sua voz, e Ele me disse: Peça e Eu farei! E eu podia ter pedido tantas coisas, estava tão destruída, eu poderia ter clamado por morte, vingança, destruição, dor, mais não o fiz, eu pedi a Deus perdão, cura, renovo, salvação, vida, pedi esperança, libertação, visão e palavra e no meio do sofrimento, quando aparentemente não restava mais nada o amor, que tudo crê, espera e suporta latejava com tanta intensidade no meu peito que eu pedi com o resto da minha fé que concerteza era 1/1000 de um grão de mostarda e fui respondida.

♪ ♫...Pedi perdão me humilhei chorei, como eu chorei
E Ele foi fiel comigo, arrancou aquela tristeza que doía
Me lavou com o Seu sangue perdoou, a minha festa agora é cheia de sorriso
Olha o que Ele fez comigo, e vai fazer assim contigo hoje
Ele é meu melhor amigo, viver com meu Jesus é lindo...♪ ♫

E o milagre aconteceu, derrepente eu senti a vida fluindo dentro de mim, eu senti alivio daquela dor horrível que estava consumindo meu coração diminuir, eu vi a mágoa gradativamente se desfazer, e eu experimentei o perdão de Deus, e ao provar o seu perdão conheci a plenitude do seu amor e eu vi aberta diante de mim a porta da chance, e não era uma porta comum era a porta que salvaria a minha vida e eu fui salva, vi o choro se transformar em alegria, vi a morte ser transformada em vida, vi a dor ser transformada em amor, vi a culpa ser transformada em perdão, eu vi e vivi tudo isso, enquanto sozinha chorava e orava ao único que podia fazer algo por mim.

♪ ♫...Junte suas forças, clame a Deus
Ele escuta o grito do seu fraco coração
Eu não tinha nada e agora eu tenho vida...♪ ♫

Deus me salvou de mim mesma e das feridas de minhas más escolhas, 2012 não foi o melhor ano da minha vida, mas, se tornou um marco, tantas mudanças, tantos acontecimentos, tantas máscaras caíram, tantas verdades vieram a tona, mas, o que não me matou me fortaleceu, em meio ao caos eu descobri e conheci pessoas maravilhosas, fui ajudada, eu ajudei, chorei e sorri com sinceridade, tomei decisões com liberdade e me arrependi da maioria delas, provei a culpa de uma maneira bem desagradável, aprendi um pouco mais do amor, sobre perdão, sobre renúncia, e o melhor, eu pude ver a face do meu Deus. 

E estou terminando 2012 e graças a Deus consegui chegar ao seu fim, agradeço a Deus por tudo, por partilhar e receber, pelos que passaram, pelos que ficaram, por cada dia, por cada lágrima e sorrisos, por todas as orações, por todo aprendizado, pelo crescimento, pela cura, pela vida, sou grata pela chance, pelas mãos estendidas, obrigado pela nova história que o Senhor começou a escrever para mim e que venha 2013, eu estou pronta...

♪ ♫...E uma história nova linda escrita pelo dedo de Deus
Escrita pelo dedo de Deus...♪ ♫


FELIZ ANO NOVO!!!!