sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Mudanças bem vindas...



Eu queria dizer tanta coisa, chego a encher meus pulmões de ar para despejar o excesso de palavras que tenho no meu coração, mas, no mesmo pique que desejo falar eu desisto, não há quem queira ouvir e os que podem ouvir não se importam ou não entendem, e é nessas horas que vejo como sou só, é dificil se fazer entender, é dificil contar com a sensibilidade alheia, é complicado querer dividir o que é valioso pra mim e sem nenhum valor aos olhos dos outros.

Eu queria contar sobre minhas mudanças, meu crescimento, sobre como dormi ontem e de como acordei diferente hoje, queria contar dos milagres e transformações que estão acontecendo no meu interior, mas, quem se importa? Será que as mudanças que aconteceram em mim estão perceptiveis? Será que o meu crescimento é vísivel? Eu sou uma pessoa melhor hoje, será que alguém sentiu?

Bom, me limitarei a escrever e para me fazer entender, vou comparar o meu crescimento ao de uma árvore, ela cresce todos os dias e não notamos, mas, então, em algum momento olhamos para ela e ficamos impressionados em como ela está mais alta, com o tronco mais largo, em como suas galhadas se expadiram, nós a admiramos quando saem as flores, agradeçemos quando podemos descansar em sua sombra  e sabemos sem que ninguém precise afirmar que para tal crescimento e beleza não somente o tempo, mas, também a árvore fez a sua parte.

Ainda que eu não me faça entender preciso expressar o quanto estou agradecida pela oportunidade de ser melhor todos os dias, de crescer, de ampliar, de extender, de aprofundar, as mudanças são tão doloridas e tão incríveis, Deus é perfeito em tudo que faz e quando permitimos Ele faz o impossível em nós, Ele pega o nosso nada e transforma em tudo, o mal se transforma em bem, Ele retira o fardo pesado de nossas costas e nos ergue com seu braço forte.

É maravilhoso ver o que me machucava não machucar mais, ver a ferida curada, ter a fome saciada, ter a sede extinta, sentir um abraço quente e aconchegante, admirar um sorriso, chorar de alegria, confiar n'Ele na tristeza, adorar a Deus junto com sua magnífica criação, ver Deus presente em cada detalhe, é impossível não admirar e glorificar a Deus por sua especificidade, Ele faz tudo certinho, no meu tamanho, no meu gosto, e até quando não o é, sinto-me satisfeita.

Eu sou só, mas, não me sinto só, esse foi um dos maiores milagres que Deus operou em mim, ainda que seja incapaz de me expressar e de tantas outras coisas aprendi a reconhecer Deus em todos os meus caminhos e nesses momentos aprendi que devo entregar o que tenho de melhor em mim e então, eu libero o meu mais sincero sorriso e como uma árvore agradecida, O reverencio quando o vento passa ...

"Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está.

Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto".

Jeremias 17:7-8


Nenhum comentário: