terça-feira, 23 de julho de 2013


domingo, 21 de julho de 2013

"Os sinais"




Tudo tem o seu tempo e na maioria das vezes os acontecimentos são provocados pelo atropelo de nossa ansiedade e no final ficamos perdidos sem entender o porquê de nossas dores. Aprenda a esperar o tempo certo e não seja um precipitado, esteja sempre atento aos sinais a sua volta, aquele livro, aquela música, aquele encontro, aquele conselho, aquela pregação, eles virão e estão sempre por aí para nos indicar o caminho a seguir, não vamos ser tão insensíveis e desatentos aos acontecimentos, crescer é necessário, amadurecer é imprescindível, se tornar uma pessoa melhor é obrigação.

Pessoas se afastaram? Não fique triste, talvez chegou o seu tempo de se conhecer melhor e de fazer as pazes consigo. Um sentimento acabou? Está vivendo a dor da separação? Chore tudo o que tiver de chorar para limpar seu coração, viva os dias de sua perda consciente de que eles também encontrarão o seu fim, às vezes essas coisas são necessárias e elas quando acontecem preparam nosso coração, assim como o adubo é bom para as plantas, as dores que vivemos também tem o seu valor e são como nutrientes para nos fortalecer e nos levar a gerar frutos mais saborosos. Foi ferido e magoado ou feriu e magoou alguém? Perdoe e aceite o perdão e vice versa, liberte-se do peso dos erros dos outros e dos seus também.

Até a nossa morte erraremos e teremos todas as oportunidades para aprender, se corrigir, se arrepender e fazer melhor, não seja tragado pela ansiedade, não estacione e também não perca tempo andando em círculos, olhe os sinais a sua volta e siga em frente, seja um bom motorista conduzindo a sua vida. Diz o ditado que enquanto houver vida ainda há esperança, você está vivo, movimente-se e saiba que Deus nos criou para nos superamos todos os dias e nisso reside a Glória D'Ele.

"Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante,prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3:13-14"

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Dia 05/07/2012

Hoje, a exatamente um ano atrás me descobri doente, vi de perto os portões da morte e experimentei toda a fragilidade e limitação do meu corpo, foi um dia difícil, de desespero pra mim, de susto para minha família e de preocupação para meus amigos, mas, em tudo e em todo momento vi e senti a presença de Deus e o seu cuidado, e após essa experiência eu passei a conhecer a Deus não por suas mãos mas por sua face, hoje eu posso agradecer pelo dia ruim, dou graças a Deus por sua provisão, cuidado e livramento e O glorifico  por todos que Ele permitiu estarem comigo nessa batalha. 
Deus é o socorro bem presente no momento de maior angústia e tribulação e eu vivi isso, nos dias que fiquei internada ainda que estivesse muito triste e chorasse todos os dias nunca me senti só, eu fui o vaso sendo quebrado pelo oleiro e sabia que não deveria perguntar: O que fazes? Deus sabia e eu aceitei.  Gradualmente vi o meu templo ser tomado por Sua grandiosa presença e quero externar minha gratidão, obrigado Senhor por me ensinar, obrigado por me mostrar como depender e confiar em ti, ainda que a dor me dissesse que não, sei que foi por amor e me ensinou que és e sempre serás Deus, o meu Deus.