sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

"Tudo Novo..."


"...Se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram,
tudo se fez novo.

2 Coríntios 5:17"

Enfim, mais um ano chegando ao fim, faltam poucas horas e já estaremos em uma nova data, onde no mundo inteiro, todos estarão fazendo votos de felicidade, fortuna, sorte e tal, momento de balanço, de novas perspectivas e esperanças, eu geralmente choro muito nas viradas de ano, toda a minha produção com roupas e maquiagem vão por água abaixo, ou melhor, lágrimas abaixo com o meu pranto exagerado, eu sempre fico muito sensível e concentrada pedindo a Deus de todo coração que tudo dê certo.
Mas, esse ano, resolvi inovar, vou chorar muito claro, mas, dessa vez eu resolvi me perdoar, sim me perdoar, porque sempre, na minha retrospectiva interior eu me arrependo e me culpo e entro no novo ano já cansada e pesada por: Não ter vencido, por não chegar onde queria, por não ter dinheiro, o emprego dos meus sonhos, um homem maravilhoso do meu lado, votar em quem eu não queria obrigada pela falta de opção, por não conhecer a europa, não ter tirado a carteira de motorista e nem o passaporte, ser reprovada naquela matéria na faculdade.
Por ter dito o que não devia, por ficar mais velha, por não ser mais gentil e carinhosa, não ter amado, não ter coragem, não ter ido, ter ido sem querer ir, ter falado o que não devia, por não ser mais bonita, inteligente, atraente, por não ter os cabelos lisos, por comprar no cartão de crédito e...afff!!!! É muita coisa, mas, Kelly, EU TE PERDÔO.
Pode parece engraçado, mas realmente é complicado começar algo novo sem esquecer o que ficou pra trás, por isso o versículo acima, com Cristo somos novas pessoas, as coisas velhas passaram e com Ele, tudo se faz novo, Ele me perdoa, me aceita e me ama como eu sou, então porque eu também não vou me amar, me aceitar e me perdoar por ser como sou? Ainda que pareça algo bobo, ao fazer isso, meditar nessa palavra e me perdoar, sinto que pela primeira vez, começarei o ano com o coração leve e cheio da Paz que vem direto do Trono de Deus.
Então, após esse desabafo, deixo a dica , se perdoe também, não somos perfeitos, não somos super hérois, somos limitados e frágeis, somos humanos!! Eu desejo a todos um 2011 de muitas conquistas, boas surpresas, superações, perdão, saúde, livramento das violências, arrependimento, mudanças, renovo, bons negócios, bons encontros, tudo com Deus caminhando a nossa frente, sem Ele nada podemos fazer e Ele sempre tem o melhor para todos nós ...

HAPPY NEW YEAR!!!!
PODE VIR COM TUDO 2011, EU JÁ ESTOU PREPARADA!!!!


Abraços!!!

sábado, 4 de dezembro de 2010

"Nunca Mais..."




Nossos olhos se cruzaram, intensamente se fitaram, mutuamente concordaram, queríamos a mesma coisa, desejávamos o mesmo fim, porém, a mente não acompanhou a explosão de sentimentos, a voz sumiu, as palavras eram insuficientes para descrever a intensidade do acontecimento e então, aquele frágil momento, breve e único se perdeu, e agora não voltará nunca mais...

Suspirando pelos cantos, remoendo minhas entranhas, lamento, tento explicar, busca razões e tudo se resume ao fato de não estar pronta, foi tão doce, era tão esperado, muito rápido e muito devagar, não havia nada e nem ninguém, apenas a nossa existência, o coração acelerado, o rosto quente, as mãos frias, a boca seca, naquele frágil momento, breve e único tudo se perdeu e agora não voltará nunca mais...

Não foi a primeira vez que fiz isso, os anos não apagam da minha memória o intenso amargor de não aproveitá-lo, segurá-lo com todas as minhas forças, de deixá-lo escapar por entre meus dedos, perdi a hora exata de mostrar o que estava consumindo meu coração, e então a morte, a distância, o tempo, o esquecimento, a indiferença, tomaram de mim o frágil momento, breve e único e agora não voltará nunca mais...

A palavra morreu no meu coração, o choro ficou preso na garganta, a mente se culpa, o corpo padece, e o tempo insiste em ficar congelado naquele frágil momento, breve e único, que meu nome foi chamado com a voz embargada pelas lágrimas e eu não corri para abraçar, congelado naquele momento em que fui olhada intensamente e desviei o olhar, congelado com as palavras que não deveriam ter sido ditas, congelado com a vontade de ferir, com o medo, com o orgulho, e agora, acabou...
Nunca mais...

sexta-feira, 9 de julho de 2010

"Rasgados"




Teve um dia que aconteceu algo interessante, depois do ocorrido passei o dia pensando e desejando a hora de encerrar meu expediente, chegar em minha casa, ligar meu Notebook e escrever. Uma de minhas atribuições em meu trabalho é o "contas a pagar" e em todas as contas que chegam, confiro e entrego ao Diretor da empresa para ser conferida e receber o visto e nesse dia, como em toda nossa rotina, lá estava ele, com várias contas para dar o visto e, por distração, ele confundiu uma delas com propaganda e rasgou a conta em vários pedaços, na hora ele percebeu o engano, me chamou na sala e deu a ordem: Cole os pedaços e tire uma cópia!

Obedientemente peguei os vários pedaços e comecei a montar o quebra cabeça de reais e códigos de barras e pensei: Não vou perder meu tempo colando isso, vou ligar para o SAC e pedir segunda via por fax ou e-mail! Mas, no mesmo segundo em que minha mente buscou a solução rápida me ocorreu o seguinte pensamento: E quando a nossa vida se parte e se rasga em vários pedaços, quando cometemos esses enganos ou alguém o comete conosco, quando parece que já era, como Deus faz?

Fiquei pensando que fazemos isso a todo momento, nos tornamos tão superficiais, estamos sempre cometendo enganos e sendo enganados, estamos sempre descartando e sendo descartados, temos opiniões e ideais para tudo e quando as situações ou pessoas não se enquadram na nossa verdade e realidade eliminamos facilmente, a cada dia nos tornamos mais egoístas e individualistas valorizando apenas o nosso eu e ferindo e sendo ferido uns pelos outros, um círculo vicioso que apenas gasta, debilita e tira de nós toda e qualquer crença no amor, nas pessoas, na vida. Pra quê ter o trabalho de juntar os pedaços se podemos encontrar em outro lugar com facilidade algo ou alguém similar ao rasgado? Infelizmente hoje essa é a realidade das escolhas humanas.

Exemplos: Pessoas problemáticas demais? Nada de investir nosso tempo, amor ou dinheiro! Pra esse ou aquele não tem mais jeito e o melhor é sair fora e deixar pra lá! Relacionamentos? Se tornaram descartáveis e cansativos demais, não precisa ser sério, posso me relacionar com várias pessoas em todos os níveis sem envolvimento e compromisso! O casamento não vai bem? Não tem problema, me divorcio e me caso de novo, nada de ter muito trabalho, de tentar reconstruir os laços, e se alguns dizem tentar, não se saem muito bem porque são fracas emocionalmente, então, é melhor buscar pelo menos doloroso! Os filhos não compreendem os pais e pais não compreendem os filhos? Então é melhor fingir que nada está acontecendo, cada um faça o que quiser, assim é mais cômodo! O emprego não corresponde minhas expectativas? Trocarei de emprego ou então me comportarei sem nenhum vínculo, trabalho com o corpo presente, cumpro o horário, enrolo nas tarefas, banco o autista quando sou chamado a atenção e me seguro até quitar tal dívida, depois arrumo outro, não preciso melhorar e só fazer igual a todo mundo, a La Zeca Pagodinho deixando a vida me levar! O amigo (a) cometeu um deslize terrível? Fingirei que não estou vendo, que não estou sabendo e quando estourar a bomba, a frase já está pronta: Somos amigos, o que ele faz não tem nada a ver comigo e assim, insensíveis vamos indo, desviando, ignorando, omitindo, jogando no lixo, é mais fácil entrar na Internet e imprimir de novo.

Agora, imagina se Deus resolvesse agir conosco da mesma maneira?? Pequei, me parti em vários pedaços ou então algo ou alguém fez o favor de me rasgar em pedacinhos e Deus me olhasse e dissesse: Ih...essa aí já era, joga no lixo, tem outro fulano melhor pra me Adorar!! Mas, (Ufa!!) para alívio do meu coração todas, sim, nas infinitas vezes em que me rasguei ou fui rasgada em vários minúsculos pedaços Deus, com toda paciência juntou todos os pedaços, um por um e me fez de novo, quando todos viraram a costas, descartaram, ignoraram, não perdoaram Ele, com um amor lindo e constrangedor me acolheu com suas mãos de misericórdia e me refez.

Sou uma pessoa cheia de cicatrizes, muitas foram as vezes em que fiquei em pedaços e em cada marca, o amor de Deus está presente, fixados com um super bonder poderoso que colou até os dedos D'Ele em mim e sou grata por isso,  temos que aprender com Deus, pensar e fazer como Ele é e faz, temos que suportar e não devemos permitir que o amor esfrie em nosso coração. Antes de procurar pela solução mais rápida e fácil, pense no que está em jogo, porque todos, sem exceção são preciosos e insubstituíveis, no fim, o mais difícil e complicado é o mais querido e valorizado, quantas lições e coisas são importante para mim hoje pelo simples fato de ter doido ou ter me custado muito suor, sobre a conta? Pensei em tudo isso enquanto a tentava colar e ligava pro SAC para tentar uma segunda via, ao conseguir ela foi conferida, assinada, incluída no cronograma de pagamentos e paga.

"Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeitoColossenses 3:14"


sábado, 8 de maio de 2010

"O manto do Amor"


O amor [...] tudo suporta, [portanto, sempre protege]. 1 Coríntios 13:6,7


[...]Paulo empregou uma palavra rica aqui, o sentido de sua raiz é "cobrir ou guardar". Seus primos do lado substantivo da família são telhado e abrigo. Quando Paulo disse: " O amor [...] tudo suporta, [portanto, sempre protege]", talvez estivesse pensando na sombra de uma árvore ou no refúgio de uma casa. Ele podia até mesmo estar pensando em um manto.

[...]Lembra-se de ter recebido um? Você estava nervoso com o teste, mas o professor ficou até mais tarde para ajudá-lo. Você estava longe de casa e com medo, mas sua mãe telefonou para confortá-lo. Você era inocente e foi acusado, por isso seu amigo ficou para defendê-lo. Coberto com encorajamento. Coberto com cuidado de um coração terno. Coberto com proteção. Coberto com um manto de amor.

Todavia, seu mais excelente manto de amor vem de Deus. Nunca pensou em seu Criador como um confeccionador? Adão e Eva pensavam nele assim.

[...]O Senhor Deus fez roupas de pele e com elas vestiu Adão e sua mulher".

[...] Oh, o que não daria por um vislumbre daquele momento. Adão e Eva estão em seu caminho de saída do jardim. Foi-lhes dito para sair do jardim, mas, agora, Deus diz-lhes que parem. "Essas folhas de figueira", diz ele, balançando a cabeça, "jamais servirão".

E ele produz uma roupa. Mas ele não joga a roupa aos pés deles e diz-lhes para que se vistam. Ele mesmo veste-os. "Fique quieto, Adão. Vamos ver se serve."

Como a mãe vestiria o bebê. Como o pai fecharia a jaqueta do filho na pré escola. Como o médico poria o jaleco sobre a menina assustada. Deus os cobre. Ele os protege.

O amor sempre protege.

Ele não faz o mesmo por nós? Comemos nossa porção do fruto proibido. Dizemos o que não devíamos dizer. Vamos aonde nãoo devíamos ir. Pegamos frutos de árvores em que não devíamos tocar.

E quando fazemos isso, a porta se abre e a vergonha entra. E escondemo-nos. Costuramos folhas de figueira. Desculpas frágeis. Justificações diáfanas. Cobrimo-nos com boas obras, mas uma rajada do vento da verdade, e estamos nus de novo - totalmente nus em nosso fracasso.

Então, o que Deus faz? Exatamente o que fez para nossos pais no jardim. Ele derramama sangue inocente. Ele oferece a vida de seu Filho. E da cena do sacrificio, o Pai pega um manto - não a pele de um animal - mas o manto da justiça. E será que ele joga o manto na nossa direção e diz para que o modelemos? Não, ele mesmo nos veste. Ele nos veste com ele mesmo. "Os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram" Galatas 3:26,27.

O Paramentar é obra dele, não nossa. Você notou a passividade de Adão e Eva? Eles não fizeram nada. Absolutamente nada. Eles não pediram o sacrificio; eles não pensaram no sacrificio; eles nem mesmo se vestiram. Eles foram passivos no processo. Nós também somos[...].

Escondemo-nos. Ele procura. Trazemos pecado. Ele traz sacrificio. Experimentamos a folha da fiqueira. Ele traz o manto de justiça [...].

Deus nos veste. Ele nos protege com um manto de amor. Você olha sua vida em restrospectiva e consegue ver as cisrcuntânmcias da proteção de Deus?[...].

[...]Será que ele faz por nós o que fez pela mulher pega em adultério? Ele protegeu-a de ser apedrejada. E seus discipulos? Ele protegeu-os da tempestade. E o endemoninhado? Ele protegeu-os do inferno mesmo. Jesus protegeu Pedro até mesmo dos coletores de imposto priovidenciando o pagamento do imposto.

[...]"Como as aves dão proteção aos filhotes com suas asas, o Senhor dos Exercitos protegerá Jerusalém" (Isaias 31:5).

[...]Você conhece alguém que, como Adão e Eva, é culpado e está envergonhado? Você conhece alguém que precise de um manto de amor?

[...]Nunca ouviu uma fofoca a respeito de alguém que conhece? Nunca viu um chacal humano jantar um amigo caído?

[...]"O amor perdoa muitíssimos pecados" (1Pedro 4:8). O amor não expõe. O amor não fofoca. Se o amor dizer alguma coisa, são palavras de defesa. Palavras de bondade. Palavras de proteção.

[...]Conhece alguém que possa usar alguma proteção? Claro que você conhece. Então, dê esse proteção.

[...]Você recebeu o primeiro manto de amor? Então, arrume tempo para dar o segundo.



Trechos do capítulo 12 do livro "O AMOR ACIMA DE TUDO - MAX LUCADO".


Recomendo...



domingo, 18 de abril de 2010

Olhar as estrelas...


Olhar as estrelas era uma das brincadeiras mais comum da minha infância, acreditava em fazer pedidos a estrelas cadentes e que apontar para elas fazia nascer verrugas na ponta dos dedos, mas, o que me recordo muito bem foi da primeira vez em que realmente vi o céu estrelado e foi quando no periodo das férias escolares do verão, eu com uns oito ou nove anos de idade viajei com minha mãe e irmãos para o interior do Rio de Janeiro, para casa de meu tio, um lugar longe de tudo e todos, totalmente isolado, duas horas de ônibus da cidade até o bairro e depois mais duas horas a pé morro acima e mata a dentro, a casa dele ficava no meio de um vale, sem água encanada, sem eletricidade, sem gás e para nós, tudo era o máximo, uma grande aventura.

Quando chegamos meu tio estava preparando a terra para o plantio de arroz, de um lado havia uma plantação de milho, do outro pés de café, mais acima feijão, o curral com algumas vacas, bois e cavalos, muitas galinhas e meu tio, tia e primos sorridentes e felizes com a nossa chegada, tudo era divertido, andar descalço, explorar as plantações, fugir dos marimbondos gigantes, pescar, subir nas árvores, atravessar as cercas, tomar banho de cachoeira, correr de cobras, ordenhar e implicar com as vacas, andar de cavalo, ajudar na colheita e na alimentação dos animais, acordavamos com as galinhas e as 19 horas todos nós estavamos exaustos e caçando a cama pra dormir.

Tomar banho a noite na nascente também era incrível, eu e minhas primas com sabonete, shampoo e condicionador disputando o chuveiro natural sob o céu estrelado rindo muito, fantansiando que no meio daquele nada havia alguém escondindo olhando pra gente, outra coisa que também fazíamos muito era contar histórias de fatos sobrenaturais que por incrível que pareça em lugares assim se tornam verdade absoluta (confesso que no meio daquela escuridão também tive muitos momentos de pânico).

Mas, deixando de lado minhas recordações o que realmente me marcou nessa aventura toda foi o dia em que após o banho e jantar aquela comida maravilhosa feita no fogão de lenha, todos nós forramos lençóis no quintal e fomos "Olhar as estrelas", o clima estava fresco e a noite agradável, eu ainda não tinha tido tempo pra reparar naquele céu, estava extasiada com o excesso de novidades e não reparei que o céu de lá era completamente diferente do que eu conhecia até então, naquele lugar isolado vi o céu como ele realmente é, ESTRELADO, não havia um espaço que não tivesse uma estrela piscando, algumas se movendo, trocando de lugar umas com as outras, não vi uma estrela cadente mas sim uma rápida e pequena chuva de estrelas correndo pelo céu e eu fiquei sem palavras, naquela noite fiz muitos pedidos e fui totalmente arrebatada por aquela visão, eu não consigo descrever com palavras a beleza daquele cenário.

Muitos anos se passaram desde então, e dias desses me lembrei dessa doce experiência, estava sozinha e me sentia totalmente sufocada e então apaguei todas as luzes e me deitei no quintal, o céu é o mesmo mas o excesso de luz da cidade ofusca o brilho das estrelas e céu da metrópole, comparado com o do interior parece banguela, mas, mesmo assim, sem perceber fiquei por três horas seguidas olhando apenas o céu, não havia nada, apenas eu e as estrelas...


Pensei em muitas coisas, olhando fixamente para as estrelas, o mundo e o universo são infinitamente imensos, meus olhos não alcançam o seu fim, fui derrotada e consolada pelo imensurável
, depois disso, sempre que me sinto sufocada eu olho para o céu e procuro pela brilho das estrelas, não importa onde esteja, me perco olhando para o céu, nessas horas me lembro que sou pequena, que minha existência é frágil e que não importa o que eu esteja enfrentando ...vai passar... se você me ver assim, isolada olhando pro alto, não me interropa, todo mundo uma hora precisa respirar e eu respiro ao olhar as estrelas...

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Quando consigo o que quero!


A quase uma década, tenho sonhado o mesmo sonho, sou brasileira, não desisto nunca, vinha batalhando, confiando no Senhor de que na hora certa Ele concederia o desejo do meu coração.
No decorrer de todo esse tempo pensei em todos os detalhes, milimetricamente planejei o antes, o agora e o depois, nunca desisti da ideia de que alcançaria o meu objetivo e tinha a certeza absoluta que ao conseguir seria embalada pela felicidade plena.
E agora, a pouco tempo, EU CONSEGUI!!!!!!!
O tão desejado sonho se tornou realidade, fiquei imensamente feliz, o que planejei aconteceu exatamente como eu esperava e a felicidade só durou...alguns instantes!!!! Mas, como assim? eu não sei! Me fiz essa pergunta por várias e várias vezes, a felicidade que me envolveu foi frágil como uma fumaça, tinha o que queria em minhas mãos, se tornou real, alcançei o topo da montanha e... me senti sem graça, vazia, enfrentei tempestades, passei fome, lutei com a força de um leão, venci, ultrapassei os meus limites para chegar lá e o "lá" era mais sem graça do que ensopado de chuchu.
Ao passar por tudo isso questionei com Deus o que estava acontecendo, falei com Ele de minhas lágrimas, da minha força e coragem e Ele me disse que viu tudo, ainda me disse mais: Se disseres a essa montanha saia daqui e salte para lá, com a fé do tamanho de um grão de mostarda, ela saltará! Você pediu com fé, esperou, buscou e eu atendi ao seu pedido, mas Kelly, quando você perguntou sobre o que Eu pensava sobre isso? Quando, nessa situação, você se preocupou com o que Eu planejei para você?
Você diz tanto gostar da minha Palavra que diz "Pois os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. Isaias 55:8-9" Você sempre estufa o peito e diz que essas palavras são um referencial, e não se importou, em nenhum instante de olhar para o alto, você traçou o seu caminho e o seguiu e Eu como seu Pai te acompanhei em sua escolha.
Aff....
Deus sempre soprava em meus ouvidos e eu, na determinação de vencer ignorei, e o choque foi o mesmo de lembrar algo importante que não deveria ser esquecido, confesso que realmente me senti envergonhada, pois na ânsia de conseguir o que queria esqueci do que eu realmente precisava...

domingo, 24 de janeiro de 2010

FELIZ 2010


Nossa, após algum tempo estou de volta, e no primeiro post venho desejar um FELIZ 2010, sei que estou 24 dias atrasada, porém nunca é tarde para desejarmos um bom começo, que nesse ano, todos, sejam bem sucedidos em tudo que fizerem, que sobre saúde, que abunde força e que o amor esteja presente em todos os momentos.
Desejo que sejamos bem sucedidos em tudo porque não a nada melhor que a satisfação de fazer algo bem feito, que abunde força porque nos momentos de dificuldades ela não pode faltar, temos que nos levantar depois da queda, que sobre saúde porque o melhor é sempre a ter em excesso e o amor presente, porque tudo feito e acompanhado pelo amor se torna mais charmoso.

Que venha 2010!!!!!