terça-feira, 8 de outubro de 2013

A Miséria e eu...


Eu não sei o que é passar fome, não sei o que é depender da caridade de alguém, eu conheço a pobreza e a uns dias atrás tive uma ideia do que é a miséria e ela não é bonita, ela é magra, com lábios cheio de feridas, com cabelos para o alto sem pentear e sem banho a dias, ela me pediu algo para comer e ainda tirou 0,50 centavos e disse: Estou com fome, você pode comprar um lanche para mim? Aqui para ajudar (R$ 0,50)! Eu só vou almoçar amanhã, é quando a igreja vem! Eu fiquei sem reação porque na hora doeu em mim, meu coração se constrangeu porque eu sou a igreja e me dei conta de que não sei de nada.

Comprei um lanche para ela e ela sorriu, agradeceu e do mesmo jeito que chegou foi embora arrastando um cobertor sujo, seu corpo magro quase desnudo segurando o lanche na mão como se tivesse ganho um prêmio, ela sorria e eu chorava, fiquei envergonhada porque me dei conta que por muito tempo tenho ignorado, finjo não ver, nunca pensei no que é ter as ruas como casa, no que é não ter o que comer, não ter esperança, não ter nada ou ter apenas a miséria no corpo, na alma e no espírito, eu chorei e senti como nunca antes tinha sentindo, eu fui socada pelas duras e ásperas mãos da realidade.

Eu sei que são muitos os fatores e decisões que contribuem para esse tipo de vida, sei que na maioria das vezes, mesmo sendo ajudadas algumas pessoas não querem ser livres e preferem continuar assim na miséria, mais o triste disso foi vislumbrar minha indiferença, nunca me importei ou me comovi com isso, foi tão dolorido me dar conta que eu chorei pelo resto do dia por minha falta de amor, eu sou a Igreja de Deus e não pratico a sua maior lei, o amor, dar sem esperar nada em troca, fazer o bem sem julgamentos, amparar o que precisa, não negar se tenho o bem em minhas mãos, sentir e olhar com os olhos de Deus, amar com o amor D'Ele e pela primeira vez em muito tempo eu quis ser e fazer diferente.

Por mim mesma sei o quanto seria difícil essa mudança, com vergonha e timidamente, sem vontade de fazer firulas com palavras difíceis e complicadas, apenas gemi essas breves palavras em oração esperando e confiando que Deus não me deixará desamparada na minha escassez e miséria do Amor Dele: "Deus, hoje te peço por mais do teu Amor para meu coração, O agradeço pelos trocados na minha carteira, peço perdão por sempre ignorar e fingir não ver e imploro: por favor Deus, me desperta porque eu sou a tua igreja". 

Nenhum comentário: